Quais os signos que amam sem medo?

Ah o amor! Tão gostoso de sentir e quando somos correspondidos então…é a melhor das delícias!

Touro

Taurinos e taurinas, além de serem regidos por Vênus, a deusa do amor, pertencem ao elemento terra, que dá a eles o tom da estabilidade e durabilidade e, por esse motivo exalam confiança quando se apaixonam. Amam com intensidade, atiram-se em paixões que fariam qualquer signo de ar fugir para bem longe. Taurinos e taurinas são sensuais, exploram seus sentidos e nada como estar apaixonado para colocar todos eles em prática constante. Taurinos e taurinas são fofos, carinhosos, preocupados com seu bem-estar e acolhedores. Se você tiver oportunidade e vontade de uma relação estável, ele(a) está entre os(as) melhores.

Câncer

Cancerianos e cancerianas são os mais queridos e mais abertos para o amor, eles precisam de alguém para amar porque adoram cuidar, não vivem sem isso. É, de todos os signos, o mais acolhedor e está entre os mais sensíveis. São emocionalmente instáveis, pois são regidos pela Lua e, como todos sabemos, a Lua possui 4 fases. No entanto, essa instabilidade não passa nem de longe por dúvidas relacionadas ao seu coração. Se estiver pensando em formar uma família, com marido ou esposa, filhos, gato, cachorro e papagaio, é para o canceriano ou a canceriana que deve pender sua escolha.

Leão

Leoninos e leoninas, apesar de serem filhos do fogo, amam sem medo da entrega e das consequências da paixão. Amam sem restrições e adoram se apaixonar! Leoninos e leoninas não vivem bem sem paixões, nem que seja inventadas. E, como se entregam sem medos, costumam deixar que elas cresçam e dão o passo seguinte, que é a construção de um relacionamento de amor. São os únicos signos de fogo que não sentem medo e se atiram no fogo da paixão. São signos fixos e, por esse motivo, costumam investir toda sua energia em um relacionamento duradouro, pois detestam as mudanças.

Libra

Librianos e librianas são também filhos de Vênus, mas pertencem ao elemento ar, o que dá a eles uma leveza sedutora, como se andassem nas nuvens. Apesar de serem aéreos, amam o amor, especialmente as teorias sobre o amor. Não são de grandes manifestações emocionais; signos de ar são mais racionais, mas a ideia do amor com todas as suas nuances agrada demais as pessoas desse signo. E olha, mesmos sendo filhos do ar, costumam alimentar e construir um relacionamento duradouro, especialmente se você conseguir deixá-lo(a) apaixonado(a) por você por muito tempo.

Escorpião

Escorpianos e escorpianas são intensos e regidos por Hades ou Plutão, o deus dos infernos e paixão, a intensidade costuma fazer parte de seu estado natural. Seja por alguém, por um projeto ou uma situação, escorpianos tendem à obsessão. São dramáticos em seus sentimentos e não conseguem viver longe de alguns problemas que são próprios do amor. E é exatamente por esse motivo que não têm nenhuma espécie de medo de se atirar e se entregar a um amor verdadeiro. E quanto mais intenso, apaixonado e dramático for, melhor fica!

Capricórnio

Capricornianos e capricornianas, apesar daquela casca de frieza que trazem em sua aura, são seres sensíveis, quando conseguimos derreter aquela camada de gelo, que é pura defesa emocional. Quando essa camada de gelo é quebrada ou derretida, podemos ter uma grande surpresa; encontramos ali, uma pessoa sensível, aberta e corajosa, totalmente aberta e disposta para amar. E olha, capricornianos(as) são sérios, comprometidos e costumam respeitar imensamente o ser amado. Se quiser um companheiro ou companheira leal e fiel, que estará ao seu lado por toda a vida, Capricórnio é o signo ideal.

Peixes

Piscianos e piscianas são filhos(as) da água e regidos por Netuno, o deus dos mares e, por esse motivo, não conhecem limites. Paixão e entrega fazem parte de seu cardápio e, muitas vezes, a necessidade do outro é tamanha, que não filtram o tipo de pessoas que se relacionam. São pessoas dependentes do amor e quando amam, mesmo não sendo correspondidos, costumam se entregar sem limites, sem nenhum medo do sofrimento. São dramáticos e têm uma forma peculiar de ver a vida, quase sempre ligada à inevitabilidade do sofrimento. Por isso não têm nenhum medo de amar e se apaixonar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *