O perigo de sentir raiva

[adsense1] [adsense2]
Jesus disse: “Todo aquele que fica com raiva do seu irmão, se torna réu perante o tribunal”. Ou seja, a raiva é um perigo para a nossa saúde espiritual.

O perigo de sentir raiva
Em Mateus 5:22-24 Jesus disse: “Todo aquele que fica com raiva do seu irmão, se torna réu perante o tribunal. Quem diz ao seu irmão: imbecil, se torna réu perante o Sinédrio, quem chama seu irmão de idiota, merece o fogo do inferno. Portanto, se você for até o altar para levar a sua oferta, e aí se lembrar de que o seu irmão tem alguma coisa contra você, deixe a oferta aí diante do altar, e vá primeiro fazer as pazes com seu irmão, depois volte para apresentar a oferta”.

A indignação, o ressentimento, a vontade de castigar outra pessoa, o desejo de vingar-se, o sentimento de “bem feito para ele”, tudo isso forma uma barreira impenetrável à força espiritual. Jesus diz que se você levar uma oferta ao altar e se lembra de que seu irmão tem algo contra você, é preciso deixar sua oferta e ir fazer as pazes com seu irmão: feito isso, sua oferta será aceita.

Jesus constrói essa estupenda lição na tradição oriental. Ele afirma, em primeiro lugar, que quem estiver zangado com o irmão estará em perigo, em segundo lugar, que hostilizar outra pessoa significa estar em grave perigo, e finalmente, que ter uma opinião tão baixa de um companheiro, a ponto de insultá-lo, é impedir qualquer esperança de frutos espirituais enquanto permanecermos nesse estado de espírito.

Quando você perde o controle de seus sentimentos e deixa a raiva dominar suas ações e, principalmente, reações, as pessoas ao seu redor se machucam por conta de suas palavras e atitudes. Por mais que você esteja certo em suas colocações, isso não significa que tem liberdade para ser desrespeitoso e mal educado. Cuide das pessoas ao seu redor como gostaria que elas cuidassem de você.

A raiva com certeza é algo que você deve expressar, mas de maneira que as pessoas ao seu redor, amigos, familiares e colegas, não sejam machucados por suas palavras de maneira prejudicial. A raiva em excesso, independente se você estiver certo ou errado em senti-la, traz problemas de saúde física e espiritual significantes.

Para ser feliz é preciso serenar e ter paz de espírito. Quem tem paz de espírito não padece no corpo, na mente, na alma. Resta o remédio secular: a prática diária do perdão!

Comments

comments

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*